Imigração Alemã > Pesquisa > Famílias imigrantes > Carl Benjamim Zimmermann

familias-imigrantes



Carl Benjamim Zimmermann

Carlos Banjamim Zimmermann, chegou solteiro a São Leopoldo, com os passageiros do Germânia em 06 de novembro de 1824. Do Rio de Janeiro veio para Porto Alegre, onde adoeceu, com a sumaca São Francisco de Paula. Em São Leopoldo, chegou em companhia do Dr. João Daniel Hillebrand, em 06 de novembro de 1825 (?). Comerciante, depois ourives, evangélico, nascido no ano de 1803 em Hamburgo, filho natural de Maria Zimmermann, casou-se no dia 06 de dezembro de 1827 com Catarina Lange. Assinou em 17 de abril de 1825 uma queixa coletiva de 34 colonos contra o pastor protestante Ehlers e foi integrante da Companhia de Voluntários Alemães (1825/27), onde foi dado de baixa, junto com outros alemães, por não prestar os serviços que dele esperava o marquês de Barbacena. Estabeleceu-se finalmente em Hamburgo Velho (Hamburger Berg), onde, durante a Guerra dos Farrapos, lhe incendiaram a casa (Petry, São leopoldo, página 57). Petry, no mencionado livro, registra Carlos Benjamim Zimmermann entre os primeiros imigrantes, "chegado a São Leopoldo em 25 de julho de 1824" com o número 43, o que não corresponde à verdade, pois chegou a São Leopoldo com a Leva III. Esse seria um dos comerciantes hamburgueses, citados muitas vezes como aqueles que teriam dado origem ao nome de Novo Hamburgo, faleceu sem deixar descendência.