Imigração Alemã > Pesquisa > Famílias imigrantes > Jacob Sehn

familias-imigrantes



Jacob Sehn

Segundo Carlos Henrique Hunsche, Jacó emigrou para o Brasil com a esposa e 7 filhos, chegados a São Leopoldo em 16 de dezembro de 1827, natural do lado esquerdo do Reno, pertencente, a maior parte, ao Reino da Prússia depois do Congresso de Viana (1815). Cruzou o Atlântico provavelmente no veleiro Epaminondas, que partiu de Amsterda em 07 de julho de 1827 e chegou ao Rio de Janeiro em 28 de setembro de 1827. Depois de dois meses de espera na Armação, Sehn viajou para o Sul no costeiro "Conceição Imperador", que partiu do Rio de Janeiro em 12 de novembro de 1827 e chegou a Porto Alegre cerca de um mês mais tarde. A família tornou-se conhecida pelo fervor com que um dos filhos de Jacó, João Sehn, apesar de católico, abraçou o movimento dos Mucker, que se compunha, na maioria, de protestantes. Sehn morreu em 02 de agosto de 1874, ao lado de Jacobina Mentz, no último refúgio do Ferrabráz; sua esposa já fora morta no ataque à casa dos Maurer, ao pé do Farrabráz em 19 de julho de 1874.