Imigração Alemã > Acervo Documental > Biografias > Heinrich Ludwig Gustav Hubert Friedrich von Hohendorff



Heinrich Ludwig Gustav Hubert Friedrich von Hohendorff

Heinrich von Hohendorff nasceu a 7 de abril de 1829 na propriedade rural da família von Hohendorff em Bannow, Prússia Oriental. Heinrich era filho de Gustav Lebrecht von Hohendorff e Luisa von Larisch. Seu pai era descendente das antigas linhagens nobres da Prússia Oriental, Silésia, Saxônia e Suábia, entre outros. O casamento de seu bisavô Albrecht Ludwig von Hohendorff com Katharina von der Groeben, trouxe a genealogia dos von Hohendorff uma linhagem dinástica, Katharina era descendente dos Imperadores alemães Otto o Grande da Saxônia, Carlos Magno, Frederico Barbarossa e Henrique o Leão.

Além disso, Katharina era neta de barões, parente de cinco papas e descendente de 12 santos da igreja católica. Os von Hohendorff eram parentes dos exploradores alemães Otto Friedrich von der Groeben e Georg Wilhelm von Hohendorff. O primeiro ajudou na colonização alemã na África e o segundo, que era Barão, auxiliou na ocupação alemã da Oceania e doou uma grande coleção de livros para a Biblioteca Nacional da Áustria, que passou a chamar-se Bilbioteca Hohendorfiana.

Apesar de toda essa linhagem, as famílias nobres perdiam prestígio e poder desde o final da Idade Média e as condições sociais de Prússia Oriental não eram boas. Além do que Heinrich era o mais novo da família. No Direito alemão prevalecia a regra que destinava a herança paterna apenas para o filho mais velho. Von Hohendorff desde jovem estudou para ser militar, mas a Prússia daquela época não estava em guerra e Heinrich não tinha como almejar um futuro promissor em sua pátria. A família passava dificuldades e não lhe conseguiria nem mesmo bancar seus estudos ou lhe conseguir um cargo público.

Anos antes um de seus conterrâneos, que era conhecido da família, o Barão von Schlabrendorff, havia emigrado para o Brasil e enviava cartas para o velho mundo. Em contato com os von Schlabrendorff da Prússia, Heinrich recebeu uma carta na qual o Barão escrevia que era militar no sul do Brasil e que havia espaço para jovens com aspiração militar, que o próprio von Hohendorff, caso emigrasse para o Brasil, ganharia um cargo do Barão.

Ao chegar ao Brasil depois de uma viagem de três meses, von Hohendorff se estabeleceu na casa do Barão em São Leopoldo. Ali ele logo percebeu que von Schlabrendorff não lhe daria um cargo militar já que fez dele o tratador de seus cavalos. Heinrich rompeu relações com o Barão, passou a trabalhar por conta e se tornou curtidor.

Von Hohendorff conheceu uma moça na localidade de São Leopoldo, de nome Carolina Hannecker, na época era muito difícil ser permitido um casamento entre um evangélico e uma católica, mas como von Hohendorff não tinha parentes no Brasil, nada o impedia de trocar de religião. Virou católico e casou a 16.1.1852 na Feitoria onde meses mais tarde Heinrich montou um pequeno curtume. O casal teve três filhos e von Hohendorff faleceu jovem, com 27 anos.